Exame AZ-103 Azure Administrator – FAIL!

Fala galera!

Para quem acompanha o site, percebeu que nas ultimas semanas não postei nada de novo.

E no artigo de hoje, vou falar sobre: Falhar!

Bom, como você já leu no título deste artigo, eu falhei no meu Exame AZ-103: Microsoft Azure Administrator.

Depois de uma sequencia de 6 certificações bem sucedidas, chegou minha vez de cair ☹!

Pois é, ninguém gosta de ressaltar os erros, vivemos em uma sociedade que nos pressiona esconder as falhas e compartilhar somente os acertos e as vitorias.

O fato é: não estamos acostumados a lidar com o fracasso de maneira positiva, pelo menos eu não 😊. Sou uma pessoa muito dedicada aos meus propósitos e quando falho, isso me afeta de uma forma absurda, e como tomar um knockout com 10 segundos de luta!

E vamos combinar, o sentimento de fracassar não é nada bom…

Mas é inevitável, precisamos aceitar que errar é humano e faz parte da vida.

É necessário aprender com as experiências negativas e enxerga-las de maneira positiva. Transformar o fracasso em oportunidade de crescimento.

“Quando erramos, ligamos o sinal de alerta, tentamos descobrir onde foi que erramos e o que é necessário para acertar na próxima vez. “

Errar não é o problema, não fazer nada diferente para evita-lo no futuro sim!

Hoje eu entendo perfeitamente a frase: Quer ser bem sucedido? Então esteja preparado para fracassar!

De fato, um pouco mais calmo agora, começo a perceber que precisava deste tombo na minha carreira, só erra quem faz!

Se você não se arrisca, dificilmente algo dará errado. Sonhar alto tem seu preço. É preciso ter coragem para superar os obstáculos e torna-los realidade.

Com isso, fico com a reflexão citada por Will Smith neste vídeo.

 “Fail early, fail often, fail forward

Fracasso redefine prioridades

Creio que este foi o ponto em que mais errei. De janeiro pra cá entrei numa demanda surreal de atividades.

Claro que nem tudo estava no meu alcance, tem coisas que você não consegue alterar ou remediar, você tem que pegar colocar na lista e fazer.

Isso é o mundo real!

Mas mesmo assim achei que conseguiria dar conta de tudo, porém, acabei sentindo o cansaço bater.

Falando sobre o exame

Eu estava bem preparado para a prova se não, não teria agendado.

A prova contou com 42 questões e 210 minutos. Caiu um estudo de caso com mais ou menos 8 questões e o restante perguntas de múltipla escolha, drag and drop etc. Aquele padrão Microsoft que todo mundo já conhece.

Minha prova não teve laboratório.

E este é o ponto que mais pegou na minha preparação. Pesquisando sobre o exame é muito comum você encontrar pessoas falando que teve laboratório na sua prova e outras falando que não.

Fiquei com uma grande dúvida se teria ou não os laboratórios, e pelas pesquisas que fiz, tudo indicava que sim. Com isso além da parte teórica, foquei bastante nos estudos de laboratório.

Em geral, a galera costuma dizer que na prova caem dois estudos de caso, as perguntas abertas e mais um laboratório.

Eu fui esperando isso, eu tenho um bom aproveitamento nos estudos de caso, acho melhor responder perguntas diante de um cenário, do que perguntas de assuntos aleatórios.

E no caso do laboratório, estava confiante pois a Microsoft não lhe cobra como você vai fazer, ela quer que você faça! Se é via PowerShell, CLI ou Portal, pouco importa.

Enfim, isso não serve de desculpa, era só ter acertado as questões que dava tudo certo. Mas eu fiquei a prova inteira naquela expectativa, agora vem o lab, agora é lab. E não, não teve.

Fato é que acabei perdendo meu foco nessa prova, meu psicológio me derrubou, conhecimento para passar eu tinha.

Outro ponto que pegou no exame foram as perguntas abertas. Estudei por diferentes materiais, inclusive o material do curso oficial da Microsoft. E na prova me deparei com perguntas que não vi menções em nenhum deles.

É aquele tipo de pergunta que você olha e até pra chutar é complicado, pois você nunca ouviu falar.

No geral, não é uma prova tão complicada, a nota de corte é 700, eu tirei 622, era questão de mais 4 ou 5 questões corretas e estava aprovado.

O que pega de fato, é que o material de estudo para a prova é muito extenso. Você se desgasta muito estudando, pois é muito material para compreender tanto na parte teórica quanto na parte prática.

As questões também são muito grandes, você perde muito tempo lendo a pergunta e interpretando as informações e detalhes que tem nela.

E por se tratar de uma prova em Inglês, pelo menos pra mim, ao longo do exame eu vou ficando desgastado. Pois além do esforço do entendimento técnico da pergunta, também tem o esforço de entender a língua estrangeira.

De qualquer forma, isso é muito positivo, pois acrescenta muito valor à está certificação, o candidato vai precisar de muita dedicação e conhecimento para passar no exame.

E é isso que todos nós esperamos de uma certificação oficial!

Por isso você precisa estar bem focado e com o psicológico em dia para realizar este exame.

Bom é isso, post já ficou grande. Agora é pegar o score report, analisar, ver os pontos que preciso melhorar e preparar para uma nova batalha.

Forte Abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *